Remédio Homeopático – Porque ele tem que ser personalizado

Como-fazer-consulta-homeopaticaPorque o remédio homeopático tem que ser personalizado? Muitas vezes amigos ou parentes me pedem um remédio para uma doença e acham que eu posso dar uma resposta imediata.

Quando eu digo que não tem como dar um remédio sem detalhes sobre o caso, eles muitas vezes acham que é má vontade da minha parte.

O que precisa ser entendido, é que Homeopatia é um outro caminho, onde o paciente é analisado como um todo. Ele é ouvido com atenção para que o remédio encontrado seja o mais individualizado possível.

Excessões

Certamente, em casos agudos em que a pessoa tem uma doença súbita como uma gripe, dor de garganta, um choque, etc., é possível e muito útil dar um remédio de primeiros socorros, sem uma análise mais profunda. Isto é completamente diferente de um problema de longa duração, muitas vezes agravado por efeitos colaterais de drogas alopáticas.

Por exemplo: se alguém me pede um remédio para “dor de cabeça” e eu coloco no meu programa homeopático este sintoma, aparecem 767 remédios. Por quê? Simplesmente porque este é um sintoma muito geral. Assim, para selecionar o remédio correto é necessário que saibamos detalhes sobre a dor de cabeça: tipo da dor (agulhadas, apertando, latejando, e vários outros), em que parte da cabeça, hora do dia, ambiente, possível causa, etc.

O Paciente visto como um todo

Eu entendo que para algumas pessoas, acostumadas com o sistema convencional de medicina em que o paciente chega no medico, é atendido em 5 minutos e sai de lá com um prescrição, pode soar estranho que eu não tenha na ponta da língua, o remédio que pode curá-los.

O que se precisa entender é que a Homeopatia não é um sistema onde se é indicado uma droga qualquer para um determinado mal ou órgão, sem levar em conta a totalidade do paciente.

Como chegamos ao remédio certo

Em Homeopatia, para chegarmos a um remédio, é preciso “repertorizar”, ou seja, colocar todos os sintomas que a pessoa tem numa planilha, e verificar quais remédios poderiam ser indicados. Nesta planilha, além dos sintomas “principais”,  colocamos também características pessoais (temperatura corporal, preferencias alimentares, sensibilidade ao ambiente, etc.), assim como estados mentais/emocionais, que são de extrema importância.

Por esta razão é importante se preparar para a consulta homeopática. Sempre que tenho oportunidade eu envio antecipadamente um formulário para o paciente preencher em casa. Assim, com calma, ele poderá se lembrar de detalhes importantes.

consulta homeopaticaFazer uma repertorização não é algo banal, é um trabalho profundo e de grande responsabilidade. Cabe ao paciente passar o maior número de informações possíveis, para que não somente a repertorização seja bem feita, mas também para se chegar à causa do problema.

Cura Homeopática

Para a Homeopatia,  o organismo da pessoa  é o responsável pela cura, ao ser estimulado pelo remédio homeopático. Por isto, para a Homeopatia não existem doenças incuráveis, pois sabemos que a cura depende da vitalidade de cada um, e do seu sistema emocional que quer a cura ou que quer entregar os pontos.

Vale a pena conhecer esta medicina maravilhosa, e usá-la sempre como primeiro recurso (a não ser em casos extremos em que hospitalização seja necessária), para  qualquer tipo de problema, seja ele simples ou muito grave.

Saiba mais sobre a historia da Homeopatia, clicando aqui.

Maria de Lourdes Couto Alves, DCHM
Homeopatia Clássica
Registro 15222 no College of Homeopaths of Ontario – Toronto – Canada

Atendimento pessoal e via Skype, em Português, Inglês e Francês
Ofereço dois retornos grátis, dentro de 30 dias da consulta inicial.

 

 

Faça seu comentário