Hormônios bioidênticos

Maria Couto

Por Maria Couto

Por ter um desequilíbrio hormonal há muitos anos, que causava queda de cabelo, um cansaço extremo e celulite, comecei a pesquisar sobre uma possível reposição, ou melhor, uma maneira de restaurar meu equilíbrio.

Após uns dois anos de pesquisa e indecisão, decidi experimentar uma reposição convencional com o medicamento Angelic. Desisti no sexto dia, pois começei a ter  dificuldade para dormir, dores de cabeça e alguma dificuldade para respirar; além de me sentir mais cansada que antes.  Somente aí  fui ler a bula do Angelic, e vi que se tivesse lido antes nem teria tomado o primeiro comprimido. Na verdade não li antes (já que sou uma leitora de bulas)  porque não queria ser influenciada, queria sentir o que realmente era o remédio.

Descoberta dos Hormônios Bioidênticos

Nas minhas pesquisas eu havia lido sobre hormônios bioidênticos, assunto que muitos médicos, mesmo sendo ginecologistas, nunca ouviram falar (!!!). Por sorte a médica que me havia receitado o Angelic tinha uma amiga que estava começando a usar esses hormônios e ela pôde me dar o telefone de um médico que os prescrevia. Naquela época, 2008, as informações sobre este tipo de hormônios era muito escassa, embora eles já estivessem em uso nos Estados Unidos desde a décade de 70, quando o Dr. John Lee começou a receitar progesterona para mulheres na menopausa, ou simplesmente que que tivessem baixo nível deste hormônio.

Após exames des sangue detalhados, iniciei o uso de estradiol/estriol e testosterona em forma de creme há um mês (desde o começo de setembro de 2008). Nunca senti nenhum mal estar, o cabelo está caindo muito menos e a celulite praticamente desapareceu. Sei que é ainda muito recente, mas com o tempo terei uma idéia bem mais precisa dos efeitos, embora na verdade eu já tenha sentido uma grande melhora geral na primeira semana de uso dos hormônios bioidênticos.

Certamente ninguém deve usar nenhum medicamento sem receita médica baseada em exames, mas acho que as mulheres precisam conhecer esses hormônios que são manipulados para cada usuária e que portanto não interessam aos grandes laboratórios que não têm como ganhar dinheiro com fórmulas individualizadas.

Os hormonios bioidênticos são indicados também para homens, pois eles também têm problemas hormonais que certamente causam vários males que infelizmente são considerados “normais” pela medicina convencional, no sentido de que a os males da velhice são inevitáveis.

A nova medicina acredita que podemos viver melhor e busca novas respostas, e mesmo que estas respostas não sejam ainda perfeitas, elas deveriam ser, na minha opinião,  experimentadas.
Maria Couto

Deixo aqui alguns links para quem quiser se aprofundar mais no assunto.

http://www.medicinaintegrada.com/newsletter/maio08.htm

http://www.longevidadesaudavel.com.br/

http://www.drnorthrup.com/womenshealth/healthcenter/topic_details.php?topic_id=129

Como muitos leitores me perguntam onde encontrar médicos especializados em hormônios bioidênticos, clique aqui para ver algumas indicações.

Atualização outubro 2009
Ao final de um ano de uso de Testosterona (1mg) em dias alternados e estriol/estradiol (2mg) todos os dias, me consultei com um novo médico em Belo Horizonte, que acrescentou Progesterona ao meu tratamento. Segundo ele eu jamais poderia usar Estriol/Estradiol sem a Progesterona,  que é fundamental para a saúde do coração, que além do mais é importante para manter as características secundárias femininas, como uma pele boa e nutrida.

Atualização outubro 2011
Três anos usando os hormônios bioidênticos. Nenhum efeito colateral. Me sinto bem e cheia de energia.

Atualização Julho 2014
Seis anos usando os hormônios bioidênticos. Em 2012 me consultei com um  médico Canadense, o qual acrescentou DHEA ao meu tratamento, em forma líquida, para pingar 4 gotas sob a língua 2 X por dia. Eu na verdade tomo apenas uma vez por dia. Segundo o meu médico de BH o Dhea é super importante mas naquela época não dei muita atenção e não queria usar mais nada além dos três já mencionados. Segundo ele o DHEA é importantíssimo para combater a fadiga adrenal e aumentar a libido. Embora eu não estivesse sentindo nenhum sintoma da falta deste hormônio, meus exames mostraram baixo nível, o que iria provocar sintomas no futuro.

Desde 2012 tenho usado, além de homeopatia quando necessário, os sais de Schuessler como suplementação de minerais. O resultado é maravilhoso. A falta dos minerais essenciais leva a doenças,  e o interessante é que sua falta pode ser vista no “diagnóstico da face” como manchas, rugas, bolsas or círculos escuros sob os olhos, acne, descolorações e outros. Uso também, esporadicamente, um suplemento que contém zinco e um suplemento de colágeno chamado Genacol Collagen, um único comprimido por dia. Após iniciar os Sais de Schuessler e os suplementos a diferença para melhor na pele e cabelo foram surpreendentes.

835 Comments:

  1. Olá Maria Couto.
    Tenho 56 anos e apenas por alguns meses senti os efeitos da menopausa. Foi há 5 anos, quando emagreci 20 kilos e começaram os fogachos. Foi o único sintoma, não tive mais nada, não sei se por hereditariedade, pois minha mãe nunca teve nenhum sintoma e não necessitou fazer reposição.

    Os fogachos não duraram muito tempo, pois por indicação de minha ginecologista usei uma reposição hormonal não bioidêntica. Mas o problema é que em minha família existe um histórico de câncer bem longo e como já sabia dos efeitos dos hormônios convencionais, parei de tomá-los. Ao mesmo tempo, engordei novamente e como a gordura também traz hormônios, afinal, por um bom tempo não senti nenhum efeito da menopausa.

    Mas de uns meses para cá, tenho tido muito desânimo e cansaço. Marina Quevedo e eu somos irmãs e em conversas com ela fiquei sabendo dessa nova terapia de reposição. Marina já está usando os bioidênticos e, por enquanto, só tem elogios a fazer. Já fiz minha consulta e gostaria de elogiar a médica Dra. Glaci Vieira Dutra. A consulta com ela durou quase 2 horas. Me perguntou tudo a respeito de minha vida, adorei essa médica! Tinha mais outra médica para escolher, mas como não conheço ninguém aqui onde moro (em Campo Grande/MS), que use os bioidênticos, escolhi a Dra. Glaci, pois além de ginecologista é acupunturista também.

    Estou na fase de fazer os exames e me sinto muito confiante e com grande espectativa na melhora do meu quadro com os bioidênticos. Quando começar a usá-los voltarei para dizer como me sinto.
    > Abraços a todos.

  2. Nome: vilma ferreira
    E-mail: vilmaivanir@hotmail.com
    Mensagem: estou fazendo tratamento com hormonios bioidenticos juntamente com o ortomolecular há 3 anos e com isso obtive vida normal; equilibrada; qualidade de vida; emagreci 20 kgs e com pele; fisico; músculos e corpo em si muito bem além de qualidade de vida sexual; humor; gaz e muito pique para tudo, pois nado em média 1700 metros/dia e ainda caminho uns 5 a 7 km tb.Portanto qm quiser saber mais do tratamento pode me contactar médico no Rio de Janeiro particular e os exames todos com o plano. Dr. Rafael Higashi.vilmaivanir@hotmail.com
    OBS.: Procuro saber de médicos tb dessa área para Salvador; São Paulo e Brasília, pois tenho pessoas querendo saber. Qm puder informar agradeço.

  3. olá!
    venho pesquisando sobre reposição desde 2009 , e agora já me encontro na menopausa . ainda não faço uso de nenhum medicamento para tal , pode me ajudar a encontrar um medico que possa me informar e avaliar sobre os bioidenticos ?
    fico feliz em observar que já podemos ter mais informações .
    grata.

  4. Cara Maria Couto
    Estou fazendo reposição com h bioidênticos há um ano e no ultimo exame o estrdiol estava a 672 pg/ml. Por que tão elevado assim?
    Obrigada
    Wilma

    • Olá Maria Couto.
      Tenho aprendido muito com você. Muito obrigada. Estou aguardando ansiosa sua resposta.
      Grande abraço.
      Wilma

      • Oi Wilma, obrigada por sua gentileza e por sua participação. Veja que as respostas são apenas um aconselhamento do que deve ser feito, já que não se pode fazer análises pessoais ou prescrições pela Internet e sem consultas e exames.
        Eis a resposta do Dr. Ricardo Vallejos:

        Prezada Wilma, a princípio só há uma razão para um nível de estradiol tão alto: dose excessiva! É imperativo que você converse com seu médico e pergunte como vai ser o seu acompanhamento, de quanto em quanto tempo serão feitos novos exames para ver como estão os níveis hormonais, etc?

        Usar hormônios bioidênticos é maravilhoso, mas não respeitar suas indicações corretas, administrar doses que simulem a fisiologia hormonal o melhor possível, monitorar periodicamente seus níveis sanguíneos, ajustar a dose (para mais ou para menos quando necessário), suspender ou associar outros hormônios……tudo faz parte de um cuidadoso controle do tratamento como um todo.

        Os hormônios bioidênticos são, em sua grande maioria, manipulados justamente para permitirem este ajuste fino que cada paciente exige, afinal, você Wilma é uma mulher diferente de todas as outras existentes no mundo, você é única e porquê razão você deveria usar o mesmo que as outras mulheres? Pense nisso!
        Um abraço! Dr. Ricardo

        O Dr. Ricardo está atendento em Porto Alegre (RS), na clínica Vita Naturalis, Tel. (51) 3311-3989 , à rua André Puente, 78 – bairro Independência perto do Shopping Total.

        • Prezado Dr. Ricardo, por gentileza, responda ao meu post de março p.p. neste fórum.

          Há 8,5 anos em menopausa, e há 1 ano usando creme transdérmico de progesterona biodêntica, sempre junto com 0,5 de estradiol, nas dosagens de 40mg, 50mg e 30mg de março a novembro 2012.

          Nos meses de dezembro 2012 e janeiro 2013, reduzi a dose de progesterona para 15mg. Mas, em fevereiro 2013, aumentei para 30mg,

          Parei no 26 dia; e 2 dias depois que parei de usar o creme, tive um leve sangramento, como uma borra de café nos 3 primeiros dias. No 4 dia, a borra tinha cor de sangue vivo, e no 5 dia passou.

          Não precisei usar protetor mas fiquei surpresa, porque senti meus antigos sintomas de menstruação: ventre inchado, mamilos doloridos….

          Obs: Faço uso cíclico do creme: a cada 25 dias, paro 5, e depois recomeço.

          Perguntas:
          1. por que isso aconteceu só depois de 1 ano?
          2. há perigo de ovulação, e de gravidez?

          Devido a esse fato, estou com dificuldade de recomeçar a usar o creme na dosagem de 15 mg de progesterona e 0,5 de estradiol, e já passaram 30 dias…

          Fui à ginecologista, que pediu exames de lab e de imagem.

          Há casos na literatura semelhantes ao meu, ou o uso dos bioidênticos é tão recente que pouco se sabe de seus efeitos colaterais?

          Obrigada

          • Oi Rosa,
            sua pergunta foi encaminhada.

            Abraço,
            MC

          • RESPOSTA DO DR. RICARDO VALLEJOS:

            Prezada Rosa

            Você menstruou pela falta de prgesterona e sob estímulo do estradiol. Você demonstra ser bem sensível aos hormônios. Não creio em possibilidade de ovulação e gestação, a única coisa que ocorreu foi uma menstruação (estímulo do endométrio causado pelos hormônios). Claro, isso ocorreu de pois de 1 ano porque foi o tempo necessário para que ocorresse esse evento. Se você não quer menstruar mais usando os hormônios, basta usar a progesterona de forma contínua, sem interrupções. A revisão com sua ginecologista é muito válida, afinal, como citei antes, você é bem responsiva aos hormônios. Espero ter ajudado. Um abraço! Dr. Ricardo Vallejos.

            O Dr. Ricardo está atendento em Porto Alegre (RS), na clínica Vita Naturalis, Tel. (51) 3311-3989 , à rua André Puente, 78 – bairro Independência perto do Shopping Total.

Deixe uma resposta